Quem somos

Em 25 de fevereiro de 2005 foi apresentado, em Bogotá, o documento fundador do OBITEL – Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva. O Observatório publica um estudo anual da indústria ibero-americana e visa promover a formação de pesquisadores, produtores e criadores da área de ficção televisiva. Iniciou com a composição de nove países e atualmente é formado por doze países, podendo eventualmente ampliar-se e incluir outros países da área. Esta nova rede de monitoramento comparativo do espaço audiovisual ibero-americano que OBITEL pretende ser, é formada por pesquisadores de universidades e especialistas internacionais de televisão.

Seu objetivo é estimular a cooperação e o intercâmbio de conhecimento para fomentar o desenvolvimento da pesquisa e a formação a fim de promover a produção e circulação de programas, além de estudos da recepção no espaço audiovisual ibero-americano.

O Observatório reconhece seus objetivos no marcodo Programa da VII Cumbre de Jefes de Estado de Iberoamérica (Isla Margarita, Venezuela, 1997) para a construção e promoção do espaço audiovisual ibero-americano.

Os países ibero-americanos possuem uma importante produção de gêneros e formatos televisivos, especialmente na área da ficção. Ao mesmo tempo em que fortalece a percepção da televisão como o meio-chave para que a Ibero-América consiga acelerar a tão desejada integração cultural da região, torna-se urgente a tarefa de promover a diversidade cultural e de mercado que representam as televisões nacionais.

A ficção televisiva é hoje um enclave estratégico para o audiovisual ibero-americano, tanto por sua importância no mercado televisivo, como pelo papel que assume na produção e programação das televisões que veiculam as imagens nacionais, regionais e os elementos de reconhecimento cultural.

O Observatório, que espera a adesão dos pesquisadores dos países restantes da região em um futuro próximo, realiza um estudo sistemático da produção, transmissão e recepção da ficção televisiva, tanto no plano nacional, regional e internacional. Pretende nutrir os projetos de investigação institucional nas Universidades e centros educativos e da cultura, assim como de ONGs, através de um Anuário sobre a ficção televisiva, para proporpolíticas públicas para a televisão, além de informação anual destinada aoconhecimento da indústria de cada país e as tendências de consumo e expectativas das populações.

A origem do Obitel se dá, em parte, no interesse compartilhado de vários pesquisadores da televisão por sistematizar a análise da oferta de programas de ficção na televisão e a recepção deste gênero que, sem dúvida, é o mais representativo como produto televisivo ibero-americano e como objeto de consumo cultural por parte das audiências da região. Em parte também se origina da intenção, do mesmo modo compartilhada, de encontrar elementos de análise que permitam sustentar políticas públicas de produção, circulação, transmissão e educação da recepção para o fortalecimento do espaço audiovisual ibero-americano e suas audiências.

Como projeto de pesquisa, OBITEL encontra-se nos Departamentos das Universidades pertinentes a cada um dos coordenadores nacionais e vinculado com as empresas encarregadas de realizar as medições de audiência: IBOPE na maioria dos países da América Latina, Taylor-Nelson Sofres, na Espanha, Marktest, em Portugal, e AC Nielsen, nos Estados Unidos.

Como fórum de análise e debate,  OBITEL possui um website, onde se pode aceder aos seus trabalhos e a outros observatórios e sites de interesse para as atividades de observação televisiva em distintos países e instituições. O desejo é fazer do OBITEL um ponto de encontro de todos aqueles interessados e preocupados com a oferta de ficção televisiva e suas audiências no espaço audiovisual ibero-americano.

Como cenário de geração de conhecimento,  OBITEL busca servir de epicentro para o aprendizado dos formatos da televisão e sua observação entre pesquisadores, educadores e estudantes de todos os níveis do sistema escolar local e nacional, para o qual o OBITEL proporciona a formação de redes com distintos setores e grupos da sociedade e suas instituições.

Como plataforma de divulgação científica,  OBITEL constitui, por exemplo, como parte integrante do Centro de Estudos de Telenovela da Universidade de São Paulo – CETVN-ECA/USP; como linha de pesquisa na Universidade Católica do Chile; e como fundamentação de disciplinas na Universidade de Coimbra e na Universidade Católica de Lisboa. Desde o início de suas atividades conta com o apoio do GloboUniversidade.

Em todos os casos, o OBITEL está sempre aberto à geração de idéias e propostas, tanto de análises como de transformação e educação da ficção televisiva e suas audiências. É também de seu particular interesse contribuir para a formação dos produtores e para a qualidade desse gênero, em termos sócio-culturais e estéticos.

Como cenário de projeto de políticas públicas, o OBITEL deseja servir de ponte entre as aspirações de entretenimento das audiências ibero-americanas, a cultura, as empresas midiáticas e as instituições e autoridades responsáveis pelo seu desenvolvimento em benefício de todos, através do planejamento e negociação de estratégias que reforcem os valores democráticos e estéticos mais idôneos em favor de uma interlocução autótona equitativa em um mundo globalizado.

INSTITUIÇÕES E COORDENADORES NACIONAIS

  1. Universidade de São Paulo, Brasil: Maria Immacolata Vassallo de Lopes
  2. Universidade de Guadalajara, México: Guillermo Orozco Gómez
  3. Universidade Católica do Chile: Pablo Julio
  4. Universidade de Coimbra, Universidade Católica Portuguesa, Portugal: Catarina Duff Burnay
  5. Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha: Charo Lacalle
  6. Universidade de New York, Estados Unidos: Juan Piñón
  7. Universidade Nacional de General Sarmiento, Universidade de Buenos Aires, Argentina: Gustavo Aprea and  Monica Kirchheimer
  8. Universidade Católica do Uruguay: Rosario Sánchez
  9. Universidade Distrital Francisco José de Caldas, Bogotá, Colômbia: Boris Bustamante
  10. Universidade Central da Venezuela: Morella Alvarado
  11. CIESPAL, Quito, Equador: Alexandra Ayala
  12. Pontifícia Universidade Católica do Peru: James A. Dettleff and Giuliana Cassano

 

Contato:

COORDENAÇÃO GERAL

MARIA IMMACOLATA VASSALLO DE LOPES
Universidade de São Paulo -Escola de Comunicações e Artes
Centro de Estudos de Telenovela – CETVN
Av. Lúcio Martins Rodrigues, 443 -Bloco 22 – Sala 17
Cidade Universitária, São Paulo, SP, 05508-900, Brasil
Tf. +55 (11) 3091 4373. Email: immaco@usp.br

GUILLERMO OROZCO GÓMEZ
Universidad de Guadalajara-Departamento de Estudios dela Comunicación Social
Paseo Poniente 2093, Jardines del Country, Guadalajara, Jalisco, CP.44290, México
Tf. +52 (33) 3121 6880, 3823 7505. Email: gorozco@cencar.udg.mx

 

© 2015 Sofarider Inc. All rights reserved. Theme by Dameer DJ.